domingo, 20 de junho de 2010

HONESTO...((Lígia Marques))



É SER DONO DE UMA QUALIDADE
É TER VIRTUDE, COISA DE POUCOS
É INDEPENDER DO CONSTRANGIMENTO
É DIZER A VERDADE “SEM TROCO”.

É ASSUMIR A CULPA, QUANDO SUA
É NÃO ENTREGAR O “OUTRO” PARA SEU BENEFÍCIO
É SABER SEPARAR AS “COISAS”
É JURAR TENDO SEU DANO, QUANDO ASSIM FOR PRECISO.

SER HONESTO É SER NATURALMENTE LIVRE
FALAR A VERDADE SEM IMPOSIÇÃO
É NÃO DIFAMAR E NÃO ACEITAR “OPÓBRIOS”
CONTRA ALGUÉM QUE UM DIA LHE DEU A MÃO.

ASSIM COMO UM CÃO, QUE SE ALEGRA “NAS CHEGADAS”
E É VISTO POR ALGUNS: O HONESTO PUXA- SACO
O HONESTO NÃO SE IMPORTA NÃO OBTEM LUCROS
É TRANQUILO, “É AMIGO”, NÃO ABANDONA O BARCO.


Lígia Marques
21-05-2010

2 comentários:

Anônimo disse...

gostei muito do teu poema.
queria muito te conhecer.
andarilho de blog sou, mas parei no teu e vi a doçura dos teus escritos.
jovem! viva e publique esta obra.

grato,
um fã teu.
joa 68

Lígia Marques disse...

Ah! Foi há um ano atrás tua resposta, né Joa?
Acho que não te respondi por email na época, mas agradeço o carinho e quem sabe um dia possas ler?

Doce é você dizer que sou jovem e me desejar vida e publicação desta obra.
Honesto é a releitura de muitas pessoas.

Obrigada por ter vindo aqui. Ainda não sei colocar muita coisa.
Li