sexta-feira, 27 de abril de 2012

Não Entendo...



Não entendo...
O teu livro não estar aberto...
A inverdade da nossa amiga...
Teu novo caso, sempre incerto...
Novas noites de sono perdidas...


Não entendo...
Tanta mentira cogitada...
Esse meu dom de descobrir o repelente..
A ilusão, a falta de amizade...
O espírita kardecista e o crente


Não entendo...
O telefonema e e-mail anônimo...
O combinado e escondido encontro teu
A razão de eu estar pensando em vocês...
A “revisão” do que sempre foi meu...


Juro que não entendo...
O porquê de eu te deixar partir...
E ainda golpeada, viver a sorrir...
E mesmo assim preocupar com tua felicidade...
E desejar que tenham um encontro de verdade.


Não entendo...
O porquê de eu sair a dançar...
E a mão de outro, eu não desejar...
E sair em fotos colocadas em sites
E ser tolhida por fãs de pouca idade.


Não entendo...
A violência sofrida aos sete anos...
O casamento infeliz, o outro relacionamento...
O homem ao meu lado que não me abandona
Os estudos no meio da vida... Sem lamento.


Não entendo, juro que não...
Esse meu coração de mãe...
O estar feliz em seu vôo e com isso me libertar
O porque de meu pai me amar como o pai de José...
Da linda sorte em ter duas amigas há 41 anos... de Fé!


Não entendo...
Ter estudado o primário no Abraham Lincoln
Ter quase morrido, angustia dos que me amam.
Ver a gravidez de uma amiga com apenas doze anos...
E nos dias de hoje, lecionar aos que reclamam.


Não entendo...
A paixão que não acaba girando
A minha voz que em ti não cala...
As verdades que dizem brincando...
“Ela”, saber que eu sei de tudo e ainda finge senzala.


Não entendo...
Os devaneios e mentiras de suposto amor
Dos vídeos e MSN ocultos...
Da graça de fugir sem saber quem vem na contramão.
De ver que o mesmo se repete a conteúdo...


Eu não entendo...
O enorme tempo que levei pra encontrar você...
A entrega e tua chegada pra me libertar...
A  alegria das migalhas de um forte amor...
O teu momento feliz e triste onde eu quero sempre estar


Não entendo...
Essa minha fortaleza...
O sentido em viajar e ganhar o mundo...
A vontade de conhecer o Brasil em via rumos...
A menina dos olhos, o meu Deus absoluto.


Lígia Marques
24-04-2012